Música às 18:00

Lady Gaga usou vestido ‘à prova de balas’ na posse de Joe Biden

lady gaga posando fazendo carão com rosto maquiado
Reprodução/Instagram @ladygaga

Lady Gaga frequentemente usa de sua fama para se posicionar politicamente, como foi o caso das eleições presidenciáveis dos Estados Unidos de 2020, em que ela frequentemente ajudava na campanha de Joe Biden.

O apoio dela ao candidato era tamanho que a mesma cantou em sua posse, e em entrevista recente ao jornal Daily Mail, contou uma curiosidade sobre o vestido utilizado por ela no evento.

“Aquele foi um dos dias dos quais mais me orgulho em toda a minha vida. Como muitas pessoas nos Estados Unidos, sentia um medo profundo enquanto Trump era presidente”, começou ela.

Me livrar do 45º presidente e recepcionar o 46º presidente é algo que poderei contar para os meus filhos. Cantei em um vestido Schiaparelli à prova de balas”, revelou ela que se sentia mais segura assim.

Ao falar da invasão organizada pelos eleitores de Donald Trump ao Capitólio em janeiro deste ano, Gaga aproveitou para revelar que seria jornalista investigativa caso não seguisse na carreira de cantora.

“Enquanto estive no Capitólio, na véspera da posse, lembro de andar por lá em busca de evidências da invasão”, garantiu ela.

Veja+: Lady Gaga apresenta o vídeo de ‘Night and Day’ com Tony Bennett

VIVENDO PATRIZIA REGGIANI EM “CASA GUCCI”

Lady Gaga está voltando com tudo para o mundo da atuação, muito por conta de seu papel como Patrizia Reggiani em “House of Gucci”, sendo a responsável na história real por matar Maurizio Gucci na década de 1990.

Capa das revistas Vogue britânica e italiana, a cantora comentou um pouco mais sobre seu papel no longa em entrevista ao jornalista Giles Hattersley.

“Serei totalmente honesta e transparente: vivi como ela por um ano e meio. E falei com sotaque durante nove daqueles meses. Eu nunca saí da personagem. Comecei a tirar fotos também”, revelou a artista, que ficou “fascinada com a jornada dessa mulher”.

Veja+: Ostentação! Lady Gaga posa enrolada em cachecol de dólares, num jatinho

Não tenho evidências de que Patrizia era fotógrafa, mas pensei nisso como um exercício para descobrir seus interesses na vida, então levei minha câmera a todos os lugares. Percebi que Patrizia amava coisas bonitas. Se algo não era bonito, eu deletava”.

Ela então revelou: “Comecei com um dialeto específico de Vignola, depois trabalhei na forma de falar da classe alta, mais apropriada em lugares como Milão e Florença. No filme, você perceberá que é um pouco diferente dependendo de com quem estou falando”.

“Fazer este filme foi a experiência de uma vida inteira porque a cada minuto de cada dia eu pensava em meus ancestrais da Itália e no que eles fizeram para que eu pudesse ter uma vida melhor. Eu só queria deixá-los orgulhosos”, concluiu Lady Gaga.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS:
Marília Mendonça: Polícia Civil encontra cabo enrolado na hélice de avião
Mc Melody revela que já ficou com Mel Maia e pensa em namoro: ‘Quem sabe?’
Ana Paula Renault faz revelação chocante sobre Perlla em ‘A Fazenda’
Paolla Oliveira acompanha show de Diogo Nogueira escondida na coxia
Giulia Be fala de internação após queda em casa: ‘Fraturei o meu crânio’