Notícias às 12:00

Sinéad O’Connor sugere tirar a própria vida dias após a morte do filho

Sinead O'Connor sugere ter tentado tirar a própria vida

Reprodução/Instagram

Sinéad O’Connor usou as redes sociais para sugerir que teria tentado tirar a própria vida após a morte do filho, Shane O’Connor, de 17 anos, seis dias atrás. A cantora irlandesa usou uma rede social para contar que precisou ser internada em um hospital após ter pensamentos suicidas.

“Resolvi seguir meu filho. Não adianta viver sem ele. Tudo que eu toco, eu estrago. Eu só fiquei para ele. E agora ele se foi. Eu destruí minha família. Meus filhos não querem me conhecer. Eu sou uma pessoa de merda. E todos vocês só pensam que sou legal porque posso cantar. Eu não sou”, começou.

“Eu sou um pedaço de merda. Eu não mereço viver e todos que me conhecem estarão melhor sem mim. Lamento todo o mal que causei”, escreveu.

Em outro momento, Sinéad voltou a escrever, desta vez dizendo que estava a caminho do hospital. “Eu sinto muito. Eu não deveria ter dito isso. Estou com a polícia agora a caminho do hospital. Lamento ter chateado a todos. Estou perdida sem meu filho e me odeio. O hospital vai ajudar um pouco. Mas eu vou encontrar Shane. Isso é apenas um atraso.”

Ainda nas redes sociais, a cantora culpou o Estado irlandês, a agência infantil e familiar Tusla e o centro de saúde mental para adolescentes e crianças. “Por favor, não imagine que estou menos do que ciente de que falhei com meu filho, ao lado de Tusla, do HSE e do Estado irlandês. Todos nós falhamos com ele. Bem-vindo à Irlanda. O suicídio não lhe trará paz. É uma mentira”.

E seguiu. “Portanto, o próximo pobre coitado bem intencionado que me disser ‘pelo menos ele está em paz agora’ vai ter o corte que merece. Como alguém sabe que ele está em paz? Posso dizer que o rosto dele estava tão atormentado quanto há meses. Nenhuma diferença”, desabafou.

Filho de Sinéad O’Connor, de 17 anos, é encontrado morto

Shane O’ Connor, filho de 17 anos da cantora Sinéad O’Connor, foi encontrado morto na cidade de Wicklow, na Irlanda, dois dias após ser dado como desaparecido. As informações são do The Daily Mail. Pelo Twitter, a artista disse que o filho “decidiu encerrar sua luta terrena”. A cantora também teria ameaçado o hospital onde o filho esteve internado tratando depressão. Shane, que era filho da cantora com o ex-companheiro, o cantor de folk Donald Lunny, tinha pensamentos suicidas.

“Meu lindo filho Nevi’im Nesta Ali Shane O’Connor, luz da minha vida, decidiu encerrar sua luta terrena hoje e agora está com Deus”, escreveu a cantora nas redes. “Que ele descanse em paz e ninguém siga seu exemplo. Meu bebê, eu te amo muito. Por favor, fique em paz”.

No dia do desaparecimento do filho, Sinéad O’Connor escreveu a seguinte mensagem nas redes. “Sua vida é preciosa. Deus não criou aquele lindo sorriso em seus olhos à toa. Meu mundo vai entrar em colapso sem você” e continuou: “Você é meu coração. Por favor, não pare de bater, não se machuque”.

Além de Shane, Sinéad O’Connor é mãe de Jake Reynols Rosin Waters e Yeshua Bonadio. Em 2018, a cantora mudou seu nome para Shuhada Davitt depois de se converter ao Islamismo em 2018. No final da década de 1980, Sinéad ganhou grandes repercussão ao lançar a música “Nothing Compares 2 U.”

PRINCPAIS NOTÍCIAS
Com a Covid-19, Aline Campos busca por manicure e revolta a web
Juliette e Luis Fonsi “se pegam” em “Un Ratito”. Ouça!
Gabi Martins é apresentada como nova usa da Unidos de Vila Isabel

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!