The Voice Brasil às 11:50

The Voice Brasil: Segunda noite de Audições às Cegas deixa técnicos em êxtase

Técnicos The Voice Brasil
Foto: Fábio Rocha/ TV Globo

Emoção. Não tem outra palavra que melhor resuma a segunda noite de Audições às Cegas no “The Voice Brasil”, na quinta-feira, 28 de outubro. Um novo grupo de cantores subiu ao palco destacando talentos variados.

A primeira “surra de emoção” foi com Bruno Fernandes, carioca de Campo Grande. Cantor de trem – ele solta a voz nos vagões da linha Japeri e Santa Crua – ele mostrou talento ao interpretar “Estranha Loucura”, de Alcione. Apenas Brown não virou e ficou arrependido.

“Eu estou extremamente arrependido. Não estou acreditando”, disse o baiano.

Bruno foi para o Time Claudia Leitte.

Baiana de Vitória da Conquista, EuLá disse que “vive pela música”, e não “de música”. Ela é portadora retinose pigmentar, pigmentos na retina que fecham o campo visual gradativamente, até a perda total. A doença não tem tratamento.

“Eu não preciso da minha visão para poder cantar, para ser artista”, disse.  

A cantora interpretou “Céu Azul”, de Charlie Brown Jr., e conquistou os quatro jurados. EuLá dedicou a sua apresentação às mulheres que sofrem de deficiência visual, como ela. E escolheu o Time Lulu. O técnico não escondeu a emoção,

“Você só abrilhanta nosso programa. Todos nós ganhamos!”, disse Lulu Santos,

Dançarina e coreógrafa com especialidade em matrizes africanas, desde os seis anos de idade, Thais Pereira, de Mauá, São Paulo, cantou “I Wish”, de Stevie Wonder. Carlinhos Brown e Claudia Leitte viraram suas cadeiras. Iza também tentou selecionar a cantora, mas foi bloqueada por Carlinhos. 

“Eu gastei o meu bloqueio pelo querer”, disse Brown. E deu certo! O baiano, que dançou todo o tempo, foi a escolha da candidata.

Cantando “Confidência”, de Petrucio Amorim, a paraibana Bella Raiane, de João Pessoa, não conseguindo virar as cadeiras dos jurados, mas convenceu Michel Teló, que saiu dos bastidores e levou o talento para o seu time. 

“Só uma pergunta: vocês estavam ouvindo ela? Essas bobeadas é o que estou esperando. O hexa vem!”, provocou o técnico,   

Gustavo Boná, natural de Três Rios, no Rio de Janeiro, soltou a voz com a canção “Céu de Santo Amaro”, de Flávio Venturini e Caetano Veloso. Lulu Santos virou a cadeira para o cantor de 24 anos.

Com o sucesso “Espumas ao Vento”, de Fagner, a cearense Camila Marieta, fez com que os quatro técnicos virassem para ela. Lulu Santos a comparou com Cássia Eller, mas a participante acabou escolhendo o Time Iza. A técnica a definiu como uma “força da natureza”. 

Catarinense de Florianópolis, Ammora Alves cantou “I Put a Spell on You”, de Nina Simone e encantou os quatro técnicos.

“Não sei se você tem consciência do que você faz com a sua voz. Você é uma exímia cantora de jazz”, elogiou Claudia Leitte. 

Ammora optou pelo Time Brown.

Natural de Pombal, na Paraíba, Quei interpretou “Triste, Louca ou Má”, de Francisco, el Hombre, mas nenhum técnico virou a cadeira.

O pagode do soteropolitano Noug, com “Deixa Tudo Como Tá”, de Thiaguinho, conquistou Claudia Leitte, Iza e Carlinhos Brown. Tiago Leifert cantou e dançou nos bastidores, animadíssimo. Ele foi para o Time Claudia.

Paulista de Bauru, Giovanna Rangel encantou com “Don’t You Worry ‘Bout A Thing”, de Stevie Wonder e teve aprovação dos quatro jurados. Ela contou que uma depressão que teve no passado foi a motivação de sua inscrição no programa. A participante foi para o Time Iza.

Filha do saudoso Zé Rodrix, artista que morreu em 2009 e deixou um legado de belas canções, Marya Bravo, de 50 anos, já fez turnê com Marisa Monte, como backing vocal e recebeu uma mensagem de torcida da cantora. No palco, Marya cantou o clássico “Travessia”, de Milton Nascimento e Fernando Brant e teve aprovação de Carlinhos Brown e Claudia Leitte. Ela entrou para o Time Brown.

Com “A Rota do Indivíduo”, de Djavan, o cearense Giuliano Eriston cantou teve as quatro cadeiras viradas, mas Carlinhos Brown foi bloqueado por Claudia Leitte

“Se você não estudou, você é um dos melhores cantores naturais que eu já ouvi na vida”, elogiou Lulu, que acabou sendo a escolha do participante.

Bruna Gonçalves, de Vera Cruz, São Paulo, cantou “Never Enough”, trilha do filme “O Rei do Show”, e teve a aprovação de Claudia Leitte. Na web, internautas destacaram que ela é uma exímia cantora sertaneja.

A educadora Dida Larrouscain, de Santana do Livramento, cantou “Chovendo na Roseira”, de Tom Jobim. Os quatro viraram as suas cadeiras para a gaúcha. 

“Você é inacreditável, dá para sentir a sua gratidão daqui. Vai ser uma grande honra ter você no time Iza. Eu tenho a honra de vir de um time de educadores e só queria dizer que você é necessária para o Brasil”, disse Iza, agradecendo a participante por escolher o seu time e dando boas-vindas.

Ex-The Voice Kids, a goiana Fabiana Gomes voltou na versão adulta do reality musical e não teve nenhuma cadeira virada para sua interpretação de “Facas”. Mas, esperto que só, Michel Teló garantiu a candidata em seu “time de forasteitos”.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

MC Poze é ameaçado por facções e tem show cancelado em Salvador
Felipe Andreoli detona Maurício Souza: ‘Covarde!’
Ex-ator é preso por vandalizar estátua de George Floyd
Rafa Kalimann arrasa em jantar beneficente em Nova Iorque
Carnaval 2022: Sabrina Sato se esbalda no primeiro ensaio da Vila Isabel