Polêmica às 13:00

Pâmella Holanda desabafa sobre agressões de DJ Ivis: ‘Se vitimizar te paralisa’

pamella-holanda

Reprodução/ @pamellaholanda

Pâmella Holanda abriu o coração nas redes sociais e comentou sobre como tem se recuperado sobre a sua saúde mental após a separação de DJ Ivis, a quem denunciou em julho por violência doméstica. A arquiteta tirou um tempinho para conversar com os seus seguidores sobre o assunto e celebrou o fato de estar finalmente livre das agressões.

“Se vitimizar te paralisa. Se deixar ser tratado como coitado te põe no lugar de um. E nós não nascemos para sermos miseráveis, mesquinhos, limitados, rotulados… Eu fui violentada fisicamente, psicologicamente, moralmente e nunca revidei, nunca respondi ninguém, nunca perdi minha paz nem gastei minha energia com absolutamente nada disso porque hoje eu sou livre. E se eu tivesse que pagar esse preço para ser livre, pagaria mil vezes”, começou ela.

“Eu escrevo isso sem nem enxergar direito chorando, mas feliz porque sou livre. Dona de mim. Tenho poder de escolha, decisão. Tenho paz. O mundo pode fazer o barulho que for, mas meu silêncio é amparado primeiro por Aquele que nunca abriu mão de mim, e pela certeza de que fiz o certo. Por mim e pela Mel. Antes eu repetia para mim mesma, me enganando, ‘tudo pela minha família’. Hoje eu repito em verdade: tudo pela minha filha”, completou.

VEJA TAMBÉM:

Xand Avião, após 1 mês do caso de DJ Ivis: ‘Muito difícil, é um amigo’

Pamella Holanda, ex de DJ Ivis, revela ameaça de morte

Defesa de Pamella sobre brigas: “Ivis gravava para parecer vítima”

Pâmella ainda comentou sobre ter conquistado o próprio espaço e independência financeira após a separação, como fazia antes de se casar.

“Eu mandei essa foto pra minha mãe, quando chegaram na minha casa minha máquina [de lavar] e meu fogão, comprados com dinheiro do meu trabalho, como era antes de eu ter me casado. Eu sempre trabalhei desde os 17 anos, quando meu pai faleceu. Fui atendente de telemarketing, depois atendia em loja de roupas, depois trabalhei numa faculdade. Fui vendedora de shopping por quatro anos, pegava ônibus, andava a pé para todo canto. Paguei sozinha minnha faculdade de interiores, dividia aluguel com amiga… passei muito perrengue, mas segurava a barra sozinha sem ajuda de ninguém”, relembrou.

“Quando me vi nesse apartamento, me veio a certeza de que eu estava não só num relacionamento errado, mas no lugar errado. Eu não era valorizada, e isso me tirava o brilho, me fazia acreditar que eu nunca ia conseguir”, complementou a também influenciadora, que finalizou dando conselhos para as seguidoras.

“Não se permitam viver infelizes na esperança de mudança. Quem ama respeita, é fiel, leal, amigo e presente. Não contem historinhas para vocês mesmas ficarem em algo que as destroem. Peçam a Deus sabedoria e condições para sair, para decidir. Não é fácil, mas Deus não nos abandona. O mundo, sim, as pessoas também. Estejam cientes, mas não guardem rancor”.

Pâmella Holanda nos Stories do Instagram (Reprodução/ @pamellaholanda)

DJ IVIS VIRA RÉU

Nesta segunda-feira, 16 de agosto, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) informou que o DJ Ivis se tornou réu pelas agressões cometidas contra a ex-mulher Pamella Holanda. A agressão foi registrada em vídeo e denunciada pela ex-mulher no início do último mês de julho.

O cantor foi indiciado pela Polícia Civil do Ceará no fim do mês de julho e a denúncia do Ministério Público do Ceará foi aceita pela Justiça.

No último sábado, 14 de agosto, Ivis completou um mês de prisão. Ivis se encontra em uma área de triagem no presídio Irmã Imelda Lima Pontes, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Ele está em uma situação especial de segurança para que seja garantida a integridade física, uma vez que o caso teve grande repercussão.

NOVO DEPOIMENTO DE PAMELLA DEU O QUE FALAR

No início deste mês de agosto, a coluna de Leo Dias, do portal Metrópoles, teve acesso aos depoimentos completos prestados por Pamella Holandaagredida fisicamente pelo ex-marido, DJ Ivis, para a delegacia Metropolitana de Polícia do Eusébio.

Veja+: DJ Ivis tem pedido de habeas corpus negado

De acordo com a publicação, Pamella entregou um pen-drive com todos os registros e filmagens da violência doméstica praticada por Ivis, vídeos estes que também foram disponibilizados na internet por Holanda quando a mesma fez a primeira denúncia do caso. No depoimento prestado, Pamella comentou sobre como o músico tentou se “livrar” da babá da família, que presenciou todos os crimes. Nágilla, a babá, também prestou depoimento.

“A vítima, identificada como Pamela Holanda, relatou que seu marido havia lhe agredido, pela manhã, e em instantes anteriores havia tentado lhe matar com uma faca. Diante daquela situação, ela havia corrido para buscar ajuda na casa de uma vizinha e solicitou que ligassem para a polícia”, começa o relato.

“(…) em relação aos vídeos divulgados pela declarante na tarde de ontem na Rede Social Instagram, entregues em Pen Drive na data de hoje, nesta Delegacia, por meio de advogada, tem a informar que estes vídeos foram copiados por sistema de câmera existente num Apartamento do casal que fica no Bairro Passaré, em Fortaleza .Que não recorda exatamente a data, mas lembra que uma das agressões se deu quando a declarante estava acometida de Covid-19, no final do ano passado; Que na data sua filha era recém nascida, acreditando que ela tivesse cerca de um mês e meio de vida. Que uma senhora que aparece nas imagens é a mãe da declarante ;Que em relação ao outro vídeo, onde há um homem, e no qual a declarante é agredida com um soco nas costas e é derrubada ao solo por Iverson, o homem que aparece nas imagens é Charles, motorista de Iverson ; Que quanto à agressão de que foi vítima no dia 01.07.2021 informa que estava a sós com Iverson no quarto do casal, na casa, em Eusébio ;Que percebeu que Ives, após tê-la agredido no dia 01.07.2021, apressou-se em demitir a Babá de nome Nágila, tendo, inclusive, chamado Charles, seu motorista, para levá-la para casa; Que acredita que ele tenha agido desta forma por perceber que Nágila tinha testemunhado o crime”, continua.

Veja+: Pamella Holanda dá detalhes da agressão

Pamella e Nágilla também contaram que a babá foi demitida após presenciar uma cena de agressão contra Hollanda. A decisão foi apenas de Ivis.

“Acrescentou que Iverson saiu de casa, logo após as agressões e retornou, no final da tarde do dia 01.07.2021, como se nada tivesse acontecido, chegando o casal adormir na mesma cama. No dia 02.07.2021, o acusado desceu à cozinha para tomar o café da manhã. Em seguida, também desceu. Assim, enquanto estava na porta de entrada da casa com sua filha, esperando a saída de IVERSON, para que pudesse preparar o leite da criança, começou a ouvi-lo, em conversa com a Sra. VANEIDE, governanta, o qual falava sobre abriga do dia anterior. Nesse contexto, aduz que foi até à Sra. VANEIDE e mostrou as lesões, em seu corpo, bem como o hematoma no olho esquerdo, onde desferiu um soco no balcão, advertindo o agressor: “VOCÊ VAI ACABAR SENDO PRESO”. Nesse instante, o delatado abriu a gaveta do móvel da cozinha, pegou uma faca de mesa, mas, foi contido por VANEIDE, a qual segurou sua mão”, discorre o depoimento.

Veja+: Sony Music anuncia rompimento de contrato com DJ Ivis

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou que os depoimentos prestados por Pamella e Nágila são “firmes, coerentes e em harmonia com as demais circunstâncias que envolveram os fatos”.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS:

Repórter cinematográfico da Band morre aos 45 anos

Viviane Araújo mostra cliques inéditas de festa de casamento

Ex-gata da Banheira, Nana Gouvêa cria perfil no ‘Only Fans’ e cobra mensalidade de 15 dólares por assinatura

Juliette Freire pagou cirurgia da mãe com prêmio do BBB

Após retiro espiritual, Sammy Lee nega reconciliação com Pyong: ‘Estou bem resolvida’

Nos Tempos do Imperador sofrerá mudanças, após duras críticas

Whindersson Nunes chama Felipe Neto para uma conversa, mas leva invertida!

Marcos Mion é o apresentador mais buscado de TV na web