Polêmica às 07:10

Amber Heard e Johnny Depp: Veja provas da atriz durante julgamento

Amber Heard, Johnny Depp
Foto: Reprodução/YouTube

Nesta sexta-feira, 27 de maio, será concluído o processo do caso entre Johnny Depp e Amber Heard, iniciado pelo ator acusando a ex de difamação em declaração ao The Washington Post, em que ela afirmou ter sido vítima de violência doméstica. Depp exigiu U$ 50 milhões da atriz.

Irritada, a estrela de “Aquaman” contra processou o artista de “Piratas do Caribe”, acusando-o de acabar com sua com o processo e afirmações de que estava mentindo, lhe exigindo então U$ 100 milhões, voltando a garantir que foi violentada pelo ex na relação.

Com a conclusão do julgamento saindo a qualquer momento de hoje, nós do OFuxico separamos as provas mostradas pela defesa de Amber Heard para que o ator saísse vitorioso do processo.

CONFIRA OS ARGUMENTOS!

ESTUPRO COM GARRAFA

johnny depp e amber heard
Johnny Depp teria penetrado Amber Heard com garrafa (Foto: Reprodução)

Logo de cara no julgamento, a advogada de Amber, Elaine Bredehoft, antes de começar a defesa, avisou todos presente no tribunal que estava prestes a descrever cenas “gráficas e pesadas” e então começou a revelar agressões do ator contra a ex-mulher, chegando a dizer que Johnny “penetrou” Amber com uma garrafa de bebida.

Ele atirou garrafas nela, arastou-a no chão, deu socos nela e depois a estuprou com uma garrafa de licor”, contou Elaine.

A defesa de Amber definiu Johnny como um verdadeiro “monstro” quando exagerava no consumo de álcool e drogas. Eles ainda alegaram que depois de tantas agressões, Amber ficou com “contusões, lábios rasgados e cabelos arrancados”.

PROCURA POR COCAÍNA EM VAGINA

Johnny Depp e Amber Heard
Johnny Depp teria procurado cocaína na vagina de Amber Heard (Foto: Grosby Group)

A psicóloga forense Dra. Dawn Hughes foi a testemunha de Amber que depôs para combater o que a Dra. Curry, testemunha de Johnny Depp, alegou sobre a atriz ter distúrbios de personalidade diferentes e que inventava sintomas.

Hughes, por sua vez, disse ao júri que sua avaliação de Amber, que consistiu em cerca de 29 horas no total, a fez acreditar que ela era, de fato, vítima de abuso doméstico. A médica contou que Amber Heard sofreu casos de violência física, levando chutes nas costas, empurrões, tapas, além de supostos casos de violência sexual, muitos dos quais ela diz terem ocorrido quando Johnny Depp estava sob a influência de drogas.

Uma afirmação bombástica de Dra. Hughes, baseada no que Amber disse a ela, Johnny chegou a procurar cocaína na vagina de Amber Heard, pois ele achava que a atriz estava escondendo a droga dele.

Outra situação supostamente vivida por Heard foi quando Johnny Depp teria penetrado a atriz com uma garrafa uma vez, e que o tempo todo a atriz ficou preocupada com o caso de a garrafa quebrar e cortá-la por dentro.

Hughes ainda confirmou as alegações de Amber, incluindo que Johnny estava incrivelmente ciumento, supostamente entrando em contato com colegas de elenco homens de Amber para dizer que “ele estava de olho no set”, o que a médica afirmou ter prejudicado Amber Heard que ficou com medo da possibilidade de Johnny Depp aparecer por lá a qualquer momento.

RELATANDO EPISÓDIOS DE AGRESSÃO

Amber Heard e Johnny Depp
Amber Heard relatou diversos episódios de agressão de Johnny Depp (Foto: Grosby Group)

Com o desenrolar do julgamento, Amber Heard relatou momentos em que Johnny Depp a teria agredido. “Infelizmente, a violência se tornou quase normal, especialmente mais para o fim”, afirmou a atriz de 36 anos à corte.

TAPA APÓS RIR DE TATUAGEM

Questionada sobre a primeira vez que Depp a agrediu fisicamente, Heard disse que ela e Depp estavam conversando no sofá, enquanto ele usava cocaína. A atriz de Aquaman, então, o questionou sobre a tatuagem em seu braço que dizia ‘Wino Forever’, que antes era ‘Winona Forever’, em referência a Winona Ryder, ex-mulher dele.

Ele disse que significava ‘bêbado’ e eu pensei que ele estava brincando e eu dei risada. Em seguida, ele me deu um tapa na cara e eu ri, porque não sabia mais o que fazer. Achei que isso devia ser uma piada. Eu não sabia o que estava acontecendo. Eu apenas olhei rindo para ele, pensando que ele ia começar a rir também”.

No entanto, além da agressão física, começaram as agressões verbais em torno do ocorrido. “(Ele disse) você acha que é uma vadia engraçada, você acha que você é uma vadia engraçada? E ele me deu um tapa de novo. Não era mais uma piada. Eu parei de rir e apenas o encarei”.

CHUTE NAS COSTAS

Em outro depoimento à Justiça, Amber Heard revelou que o ex-marido, o ator Johnny Depp teria chutado suas costas e machucar seu nariz ao sentir ciúmes. Aos prantos, a atriz disse que o ator teria ficado chateado ao saber que ela tinha beijado o ator James Franco para uma cena do filme de 2015 “Traumas de Infância”.

Ela afirmou que a bordo de um avião particular, Depp teria a chamado “vadia” e, usando as mesma expressões, perguntou o que Franco “havia feito com meu corpo”, dizendo que o ex-marido cheirava a álcool e maconha.

Amber contou que trocou de assentos por várias vezes durante o voo, e foi atingida por Depp por cubos de gelo e utensílios. Disse ainda que em um determinado momento o ator teria ido atrás dela e chutado suas costas.

A atriz acrescentou dizendo que os seguranças e a tripulação não reagiram a situação. “Eu fiquei constrangida que ele pudesse me chutar ao chão na frente de outras pessoas”, disse Heard.

SOCO NO MAXILAR

No tribunal, a atriz ainda testemunhou xingamentos de Johnny Depp quando ela considerou em contracenar na televisão com James Franco. Amber Heard disse que o ex-marido era contra que ela filmasse cenas de sexo ou aparecesse nua na tela. “Ele me chamava de mentirosa, de pu..”, revelou.

A ex-mulher de Depp afirmou que o ex-marido não ficou nada feliz quando ela participou do filme “London Fiels” (Romance Fatal), pois tinha ouvido falar que o trabalho envolveria uma cena de sexo. Ao assistirem juntos uma prévia do longa, no momento em que Depp viu a cena feita por uma dublê de corpo da atriz, ele teria dado um tapa no rosto de Amber e um murro em seu no maxilar.

“Eu voei sobre os móveis”, declarou a atriz. Ela ainda revelou que durante as brigas, o ator cortava a própria pele até sangrar, se queimava com cigarros acessos, quando não tentava a queimar.

CENAS CORTADAS DE AQUAMAN

Amber Heard no traje de Mera em aquaman
Amber Heard garantiu que teve cenas cortadas de Aquaman 2 por causa de Johnny Depp (Crédito: Divulgação)

Em uma das audiências, a artista garantiu que a Warner cortou diversas cenas de Mera em “Aquaman e o Reino Perdido”, continuação de “Aquaman”.

“Você já participou de ‘Aquaman 2?’”, perguntou um dos advogados no tribunal. “Sim. Lutei muito para ficar no filme. Eles não queriam me incluir nele”, afirmou Heard.

“Você finalmente conseguiu filmar ‘Aquaman 2’?”, perguntou novamente o profissional. “Uma versão muito reduzida do meu papel, mas sim”, disparou Amber. “Alguma coisa mudou no roteiro?”, quis saber o advogado.

Me deram um roteiro. Em seguida, recebi novas versões do roteiro que tiraram cenas importantes de ação, que mostravam minha personagem e outro personagem, sem dar spoilers, lutando um com o outro. Eles basicamente cortaram muito do meu papel. Eles reduziram bastante”, explicou ela.

RELATO DA IRMÃ

Whitney Henriquez, irmã de Amber Heard
Whitney Rodriguez, irmã de Amber Heard, testemunhou a favor da atriz (Foto: Reprodução/YouTube)

A irmã da atriz, Whitney Henriquez, foi chamada para depor a seu favor, e contou que todos amavam Depp na família, porque Amber estava completamente apaixonada por ele. “Francamente, todos nós nos apaixonamos por ele, no começo”, disse ela no tribunal.

“Nunca tinha visto minha irmã se apaixonar tanto por alguém”, contou, ao mesmo tempo em que revelou que com o passar do tempo e o abuso de substâncias, o ator mudou bastante e isso sempre provocava brigas entre Amber e Johnny.

“No começo, Amber era Amber, ela era barulhenta, engraçada, divertida, ria muito, era feliz, alegre, amorosa cercada de amigos, mas depois ela parou de dormir, [não era] tão sociável”, completou, acrescentando que Depp passou a ser um homem ‘controlador’ a ponto de decidir as roupas que sua irmã deveria usar ou a maneira como deveria pentear o cabelo.

Whitney também disse que foi testemunha das diversas vezes que viu o ator completamente chapado, e referiu-se a um dia em que ele brincou em colocar um de seus cachorros no microondas. Um momento interessante de suas declarações foi quem, embora ela fala das agressões do ex-cunhado com sua irmã, ela sempre tentou reconciliar os dois. Henriquez também confirmou que Amber bateu em Depp em mais de uma ocasião.

AGRESSÃO COM WHITNEY

Ainda, em seu depoimento, segundo a revista People, Whitney teria confirmado o fato de que o astro agrediu a atriz, mencionando um episódio cuja data de acontecimentos seria em março de 2015, na casa onde os dois moravam.

De acordo com a fala dela, Amber viu o celular de Depp e descobriu que ele estava tendo um caso, e ambos começaram a discutir. No calor do momento, Johnny jogou uma lata de energético em Heard e Whitney, empurrando a cunhada em seguida ao correr na direção delas.

Henriquez então descreveu: “Ouvi a Amber gritar: ‘Não bata na minha irmã’. Ela bateu nele. Naquela hora, o segurança de Depp Travis McGivern sobe as escadas correndo, depois que Amber acertou um soco”.

Mas, até então, Johnny já tinha agarrado Amber pelos cabelos com uma mão e com a outra batia repetidamente na cara dela. Enquanto isso, eu estava parada lá e Travis separou os dois”.

RELATO DE EX DE DEPP

ellen barkin em video falando do namoro com johnny depp
Ellen Barkin, ex de Johnny Depp, depôs contra ele (Foto: Reprodução/Youtube/Canal COURT TV)

Ellen Barkin, ex-namorada de Johnny Depp, depôs no caso, e em dado momento, foi exibido um vídeo gravado em 2019, na qual a artista relatou ter tido uma experiência negativa ao namorar com Johnny Depp na década de 1990, afirmando que, durante os meses em que estiveram juntos, Depp “estava bêbado na maior parte do tempo”.

Ela também confirmou no vídeo se Depp utilizava alucinógenos, cocaína ou maconha na frente dela, não conseguindo enumerar a quantidade de vezes: “Eu não poderia nem te dizer. Quero dizer, eu só sei que ele estava sempre bebendo e, ou fumando baseado.”

Ele é apenas um homem ciumento, controlador. ‘Onde você está indo? Com quem você vai? O que você fez ontem à noite?’”

“Eu tive um arranhão nas costas uma vez que o deixou muito, muito irritado porque ele insistiu que era por eu ter feito sexo com uma pessoa que não era ele”, revelou ela.

Ainda, Ellen Barkin foi mais uma testemunha a confirmar o comportamento agressivo do artista, citando um episódio em que o astro de “Piratas do Caribe” jogou uma garrafa contra ela e outras em uma suíte de hotel após uma discussão com amigos ou um agente.

O Sr. Depp jogou uma garrafa de vinho no quarto de hotel em Las Vegas enquanto estávamos filmando ‘Medo e Delírio’”.

Após contar o caso, Elle Barkin simulou qual teria sido o movimento de Johnny Depp com o braço para arremessar a garrafa no momento em que estava claramente descontente com o rumo da conversa em questão.

FERIDA NÃO CONDIZENTE COM RELATO

fotomontagem de johnny depp e amber heard durante julgamento
Médico disse que ferida de Johnny Depp no dedo não condiz com relato do ator (Foto: Reprodução/Youtube)

Um cirurgião ortopedista foi chamado no tribunal pela defesa de Amber Heard, e ele afirmou não acreditar na versão contada por Johnny Depp para o machucado em seu dedo mutilado, em que o ator diz que Amber Heard quebrou uma garrafa de vodka em sua mão durante briga na Austrália em 2015.

O profissional, que se chama Richard Moore, garantiu que o padrão da ferida não condiz com a descrição feita por Depp da briga, além de ressaltar que os relatórios médicos do machucado não citam a presença de estilhaços de vidro.

As informações médicas são inconclusivas. Não é consistente com o que costumamos ver nesse tipo de ferimento… O relato diz que a mão estava esticada sobre o bar e a garrafa esmagou o dedo de cima”.

“Mas olhando as imagens, realmente não há uma ferida significativa na parte dorsal do dedo. Era esperado que houvesse danos à unha e a outras partes do dedo”, garantiu ele enquanto mostrava a foto dos ferimentos.

Ainda, Moore sugeriu que a ferida mencionada por Johnny Depp sugere ter de originado de uma prensa entre duas superfícies duras em direções contrárias, como duas portas corrediças de vidro, e não da quebra de uma garrafa conforme citado anteriormente.

ANÁLISE DE PSIQUIATRA

Johnny Depp e Amber Heard
Psiquiatra teria confirmado perfil agressivo de Johnny Depp (Foto: Johnny Depp e Amber Heard – Grosby Group)

Um psiquiatra especialista em violência doméstica também depôs pela atriz. O profissional, que é o Doutor David R. Spiegel, chegou a comentar sobre como o uso consistente de algumas substâncias pode ser combustível para violência doméstica entre casais, e em seguida, analisou o comportamento do astro de “Piratas do Caribe”.

Segundo publicação da revista People o psiquiatra, após observar as evidências apresentadas, como depoimentos de Depp, chegou à conclusão de que o ator apresentava comportamentos de alguém que chegou a ser autor de violência em um relacionamento. David também garantiu que Johnny se recusou a ser avaliado diretamente por ele.

Na minha opinião, com base em uma revisão das evidências, em minha experiência clínica, em minha experiência de publicação e em minha experiência de ensino, o Sr. Depp tem comportamentos consistentes tanto com alguém que tem transtorno de abuso de substâncias quanto como comportamentos de alguém que é autor de violência em parceiro íntimo”, disse ele.

Sobre o uso de substâncias, ele declarou, dando a entender que o uso excessivo de drogas e álcool por Depp (algo dito no tribunal), afetou drasticamente a capacidade cognitiva do ator: “Quando nossos cérebros estão intactos e funcionando bem, a maioria de nós não atua”.

Após citar o impacto das substâncias em Johnny Depp, Spiegel comentou sobre as supostas violências cometidas quando o ator estava sóbrio: “É quase rotineiro que, depois de tudo dito e feito, ele se desculpe por deixar esse ‘monstro’ sair, deixar essa raiva sair, quase rotineiramente. As evidências disso começaram cedo, no início do casamento…”

Por fim, o psiquiatra afirmou que profissionais da área “não esperam” que os parceiros sobreviventes de violência doméstica “fiquem ilesos pelo que receberam”, ou seja, sem sequelas, como o fato de Amber Heard não ter exatidão de quando os fatos ocorreram em suas lembranças.

RELATO DE EX-AGENTE DE JOHNNY

Johnny Depp, Amber Heard na corte
Ex-agente de Johnny Depp relatou mal comportamento do ator em filmagens (Foto: Reprodução/YouTube)

Fechando as provas apresentadas pro Amber Heard, uma testemunha chamada pela equipe da artista foi Tracey Jacobs, ex-agente de Depp, que segundo ela, foi “a maior estrela do mundo” durante as três décadas que ela cuidou de sua carreira, e segundo ela, a queda da carreira foi exclusivamente culpa do ator.

Por meio de um vídeo exibido no tribunal, em que a agente aparece ai lado de uma produtora da Disney, foram atitudes de Johnny nos bastidores que o levaram a ficar mal visto em Hollywood, como atrasos contínuos e a desconfiança de que o astro poderia ficar sóbrio para trabalhar.

“No início, as equipes amavam ele”, garantiu ela. “As equipes de produção não gostam de esperar horas e horas e horas para a estrela aparecer”, explicou.

Com o tempo, se tornou evidente que tinha problemas com o álcool e as drogas. Isso se traduzia em um comportamento mais errático. É uma comunidade pequena e isso deixou as pessoas relutantes em procurá-lo”.

GASTOS MÉDICOS E DEMISSÃO

Josh Mandel, outro ex-agente do ator, relatou que Johnny Depp procurou a agência para pedir U$ 20 milhões emprestado em janeiro de 2016, e mesmo relutantes, teriam conseguido ajudá-lo a obter um empréstimo no Bank of America.

Ainda, ele estaria gastando US$ 300 mil por mês em funcionários em tempo integral e outros US$ 100 mil por mês em um médico e enfermeiras para garantir sua sobriedade. Conversas para diminuição de gastos teriam acontecido, mas sem sucesso.

Tanto Mendel quanto Jacobs foram demitidos em 2016. O primeiro chegou a processá-lo, mas chegaram a um acordo em 2018. Sobre os motivos da demissão, Tracey apontou: “Realmente não sei. Tudo o que sei é que rompeu com praticamente todos que estavam na sua vida”.

E você, o que pensa acerca das provas apresentadas por Amber Heard? Está do lado de quem no julgamento?

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!